Artigos

AGUIAR; LOUREIRO, 2017

Curso de introdução à espeleologia da Sociedade Excursionista & Espeleológica: a difusão da espeleologia na universidade.

BRUNO; KRAEMER, 2010

Percepções de estudantes da 6ª série (7º ano) do “Ensino Fundamental” em uma escola pública de Belo Horizonte, MG sobre os morcegos: uma abordagem etnozoológica.

COSTA et al., 2007

Levantamento do conhecimento prévio sobre cavernas em duas escolas particulares de Belo Horizonte, Minas Gerais.

CUSTÓDIO et al., 2014

Teaching Science Through a CD-ROM about Speleology (Ensinando Ciência através de um CD-ROM sobre Espeleologia).

CUSTÓDIO et al., 2013

 O turismo virtual de cavernas como instrumento didático-inclusivo.

DONATO; DANTAS, 2009 (b)

CD-ROM Como Instrumento de Aprendizagem Significativa sobre a Bioespeleologia Sergipana.

DONATO; DANTAS, 2009 (a)

Utilização de CD-ROM como instrumento de aprendizagem Significativa sobre a Bioespeleologia sergipana.

DONATO et al., 2009

Conscientização dos alunos da Escola Municipal Maria Ione Macedo Sobral (Laranjeiras, Sergipe) sobre os morcegos e sua importância ecológica.

DONATO; SOUZA, 2015

Sentidos em movimento: práticas discursivas em conservação espeleológica.

FARIA et al., 2017

Recuperação de área degradada para criação RPPN em Baldim – MG: uma proposta educacional e socioambiental.

FERREIRA et al., 2014

Da formação da caverna à formação do educador.

FERREIRA, et al., 2008

Uso da cartilha “Aventura da Vida nas Cavernas” como ferramenta de educação nas atividades de turismo em paisagens cársticas.

FERREIRA; FIGUEIREDO, 2019

Serra do Itaqueri (SP): roteiros de aventura, natureza e cultura em práticas espeleológicas formativas.

FERREIRA; SILVA, 2011

 Espeleologia e educação ambiental no povoado Machado, Laranjeiras – Se.

FIGUEIREDO; SILVA-JUNIOR, 2019

Educação ambiental, espeleologia e a conservação das cavernas brasileiras: reflexões a partir de uma base de dados sobre produções científicas e pedagógicas.

FIGUEIREDO, 1997

Educação ambiental e formação espeleológica no Brasil: estado da arte e perspectivas

FIGUEIREDO, 1999

O imaginário, o simbólico e as cavernas: estudos preliminares

FIGUEIREDO, 2009

Integração entre espeleologia e ecoturismo: proposta para a formação do bacharel em turismo e reflexões sobre a experiência na PUCSP

FIGUEIREDO, 2011

História da Espeleologia Brasileira: protagonismo e atualização cronológica

FIGUEIREDO, 2011

O ser espeleólogo: geopoética e as representações de um discurso coletivo

FIGUEIREDO, 2011

Representações sociais e imaginário coletivo sobre as cavernas brasileiras

FIGUEIREDO, 2015

Espeleoturismo e as contribuições da educação ambiental: aspectos históricos e relatos de experiências formativas no Brasil e México.

FIGUEIREDO et al., 1999

Núcleo Caverna do Diabo (PEJ): aspectos do manejo turístico e avaliação de roteiros alternativos

FIGUEIREDO, et al., 2005

Pesquisa científica e qualificação acadêmica em espeleologia e temas afins: desenvolvimento de uma catálogo sobre a produção universitária brasileira

FIGUEIREDO et al., 2009

A caverna no cinema: análise preliminar de paisagens naturais e simbólicas

FIGUEIREDO et al., 2017

Banco de dados em espeleologia e temas afins (BD-ESPELEO): atualização do catálogo de produção científica (2005- 2015).

GOULART et al., 2019

Potencialidades do carste enquanto um espaço não formal de aprendizagem: experiências na Gruta do salitre, Diamantina, Minas Gerais.

KHALED et al., 2017

Proposta de implantação de Trilhas Interpretativas como estratégia de educação ambiental para o Parque Estadual do Ibitipoca, Lima Duarte / MG.

MOMOLI; PINTO, 2019

Projeto carste na escola: curso de capacitação de guias para as cavernas de Vila Propício, Goiás.

NUNES et al., 2007

Inclusão social de portadores de necessidades especiais (PNEs) e a prática do turismo em áreas naturais: avaliação de seis cavidades turísticas do Estado de São Paulo

PEREIRA et al., 2017

Museus como espaços de interesse científico e cultural na promoção da divulgação do conhecimento espeleológico: ações de educação patrimonial.

PEREIRA; XAVIER, 2019

Abordagem da educação não formal e informal na elaboração de ações de educação patrimonial e ambiental realizadas pelo grupo de espeleologia.

RIBEIRO; TRAVASSOS, 2015

Educação ambiental no carste em Minas Gerais: possibilidades de ensino e aprendizagem sobre o patrimônio geológico.

PIVETTA; JÚNIOR, 2019

O papel didático de excursões geoespeleológicas para os alunos ingressantes do curso de geologia (Rio Claro-SP).

RODRIGUES, 2007

Espeleologia no Ensino Fundamental: Contribuições da Pedagogia Waldorf para a Educação Ambiental e o Ecoturismo.

SOUZA-SILVA, et al., 2014

Cavernas e o desenvolvimento de práticas no estudo de ciências: um estudo com alunos do sexto ano escolar.

TIMO; RASTEIRO; MEYER, 2019

Formação de espeleólogos no Brasil: a fundação da Escola Brasileira de Espeleologia. 

WAELE, 2010

Teaching resources in speleology and karst: a valuable educational tool.

ZAMPAULO et al., 2003

Avaliação de potencialidades ecoturísticas e identificação impactos em trilhas interpretativas: estudo de caso na Trilha do Rolando (Núcleo Caverna do Diabo, Parque Estadual de Jacupiranga-SP)

ZAMPAULO et al., 2007

Levantamento espeleológico, problemas socioambientais e potencial espeleoturístico da região de Dianópolis (TO)

Please reload

© 2020  by The Idea -  with Wix.com

​Encontre-nos: 

Colégio de Aplicação, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Sergipe, Brasil.